• Fortaleza de Sagres | Foto Vanda Oliveira

    Fortaleza de Sagres | Foto Vanda Oliveira

  • Fortaleza de Sagres

    Fortaleza de Sagres

  • Fortaleza de Sagres | Foto: Vasco Celio

    Fortaleza de Sagres | Foto: Vasco Celio

  • Fortaleza de Sagres

    Fortaleza de Sagres

  • Ruínas Romanas de Milreu | Foto Adriana Nogueira

    Ruínas Romanas de Milreu | Foto Adriana Nogueira

  • Mosaico das Ruínas Romanas de Milreu

    Mosaico das Ruínas Romanas de Milreu

  • Casa Rural de Milreu

    Casa Rural de Milreu

  • Ruínas Romanas de Milreu

    Ruínas Romanas de Milreu

  • Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe - Foto: Vanda Oliveira

    Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe - Foto: Vanda Oliveira

  • Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

    Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

  • Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe | Foto Lenea Andrade

    Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe | Foto Lenea Andrade

  • Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

    Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

Monumentos do Algarve Bons Momentos Promontório de Sagres Património Cultural Imaterial Portal Cultura Portugal

Museus, Palácios e Monumentos Nacionais com Descontos de Verão

Entre 27 de julho e 30 de setembro de 2020 está em vigor um novo programa de descontos no acesso a museus, palácios, monumentos e sítios arqueológicos nacionais.

Resultante de um protoloco assinado entre a Direção Geral do Património Cultural (DGPC) e as Direções Regionais de Cultura (DRC), este programa permite visitar, com condições especiais, todos os monumentos e museus sob a dependência destas entidades, num total de mais de 60 em todo o país – estando asseguradas as medidas de proteção e segurança dos visitantes.

Com 17 itinerários diferentes, que agrupam circuitos de visita ao património cultural por região ou por tema – este programa prevê descontos para indivíduos de 25% e para agregados familiares (que podem ir até 10 pessoas, com ascendentes e descendentes) de 45% sobre o preço original dos bilhetes.

Os visitantes têm 7 dias para usufruir de cada bilhete e visitar os diversos museus, palácios e monumentos incluídos nos itinerários, bastando dirigir-se a um dos sítios incluídos num determinado itinerário para adquirir o respetivo bilhete-circuito.

Consulte aqui a lista completa dos itinerários e sítios de património incluídos em cada um, bem como respetivos preços promocionais praticados ao abrigo deste programa:



 

Itinerários com os Monumentos do Algarve

Foto

 

 

Consulte todos os itinerários em: www.culturaportugal.gov.pt

24 de julho

Bolsas de Criação Literária 2020 com candidaturas
entre 31 de julho e 2 de setembro

Foi publicado em Diário da República a abertura do concurso para atribuição de bolsas de criação literária 2020, nas modalidades de poesia, ficção narrativa, dramaturgia, banda desenhada e obras para a infância e juventude, de acordo com o seu regime.

O montante financeiro disponível para a atribuição de bolsas de criação literária foi reforçado em (euro) 45 000 face ao ano anterior, correspondendo a um total de (euro) 180 000 distribuído por seis bolsas anuais e doze bolsas semestrais. O montante a atribuir é é fixado, anualmente, por despacho do membro do Governo responsável pela área da Cultura, sob proposta da DGLAB.

O montante global será distribuído da seguinte forma: seis bolsas de criação literária com a duração de 12 meses: (euro) 90 000 no total, sendo (euro) 15 000 cada uma e  12 bolsas de criação literária com a duração de seis meses: (euro) 90 000 no total, sendo (euro) 7500 cada uma.

A avaliação e seleção das candidaturas admitidas a concurso cabem a um júri constituído pelos seguintes membros: Álvaro Magalhães, Ana Luísa Amaral, Eduardo Pitta, Francisco Frazão, João Miguel Lameiras e José Manuel Mendes.

Saiba mais sobre as Bolsas de Criação Literária 2020 em DGLAB aqui
Publicação em Diário da República aqui

27 de julho

Formulário para pedidos de apoio social já está online


O formulário para pedidos relativos à linha de apoio social adicional destinada aos artistas, autores, técnicos e outros profissionais da cultura, com uma dotação total de 34,3 milhões de euros, já se encontra online: em https://cultura.pees.gov.pt/formc.

Foi aprovado um conjunto de medidas excecionais para o setor da Cultura no Programa de Estabilização Económica e Social (PEES), constantes do Orçamento Suplementar para 2020.

Estas medidas representam um reforço no valor de 70 milhões de euros para artistas e entidades da área da Cultura, onde se destaca esta linha de apoio social adicional destinada aos artistas, autores, técnicos e outros profissionais da cultura, com uma dotação total de 34,3 milhões de euros. Trata-se de um apoio complementar ao apoio social concedido pela Segurança Social a trabalhadores independentes da área da Cultura, abrangendo diversas atividades.

Os pedidos podem ser feitos entre 3 de agosto e 4 de setembro.

Mais informação sobre estas medidas e acesso ao formulário de pedidos de apoio em https://pees.gov.pt/emprego/#cultura

3 de agosto

Casa Rural das Ruínas Romanas de Milreu reabilitada

A Casa Rural de Milreu, um dos mais interessantes exemplos da arquitetura tradicional algarvias, com pequenas torres cilíndricas adossadas aos quatro cantos do edifício foi reabilitada pelo Programa de Conservação e Requalificação das Ruínas Romanas de Milreu, financiada pelo Programa Operacional CRESC Algarve 2020, coordenado pela CCDR Algarve.

A sua origem remonta ao reinado de D. Afonso III, quando a região do Algarve foi conquistada pelos reis cristãos peninsulares e integrada no reino português. O alargamento da construção terá acontecido nos finais do século XV ou inícios do século XVI. Resistiu ao terramoto de 1755, porque as suas fundações assentam sobre as robustas construções da época romana. No século XIX, a Casa Rural recebeu novas obras de ampliação.

A Casa Rural foi recuperada pelo Estado Português em 2001, integrada na visita às Ruínas Romanas e, desde então, tem acolhido inúmeras exposições e atividades culturais.

Quase 20 anos depois desta obra, a vetusta Casa Rural voltou a acolher a mesma equipa, que recuperou agora os revestimentos exteriores, garantindo a sua impermeabilização, nomeadamente rebocos, caixilharias de portas e janelas, reparou o telhado e ainda executou uma caleira para desvio de águas pluviais das ruínas arqueológicas, reforçando a solidez e capacidade de resistência da Casa Rural.

A obra decorreu entre fevereiro e junho deste ano.

Ficha técnica:
Obra: Empreitada de Reabilitação da Casa Rural das Ruínas Romanas de Milreu | Projetista: Carlos Dias |Empreiteiro: Martins Gago & Filhos, Lda. | Fiscalização: Traço Energético, Arquitetura e Consultoria | Desenhador: Jaír Gonçalves |Duração da obra: fevereiro a junho de 2020 | Custo: 63.190,40€ | Gestão de projeto: Carla Santos, Luisa Leonor e Cristina Tété Garcia

Programa de Conservação e Requalificação das Ruínas Romanas de Milreu, financiado pelo Programa Operacional CRESC Algarve 2020.

 

4 de agostp

 

“CICLOS DE VIDA – Camaleão” de Manuela Santos no CCVAlg

Foto: Cristina Veiga-Pires (diretora do Centro de Ciência Viva do Algarve), Manuela Santos, (artista), Adriana Freire Nogueira (Diretora Regional de Cultura do Algarve) e Fábia Azevedo, (coordenadora do RIAS). (Da esquerda para a direita)
Foto: Luís Gonçalves (CCVA)

A Diretora Regional de Cultura do Algarve, Adriana Freire, esteve presente na inauguração da exposição temporária de pinturas “Ciclos de Vida – Camaleão” da artista Maria Manuela Leal dos Santos, no Centro de Ciência Viva do Algarve (Faro), uma iniciativa no âmbito da celebração do 23.° aniversário do CCVAlg.

A exposição contou com a presença da artista, Manuela Santos, da diretora do Centro de Ciência Viva do Algarve de Cristina Veiga-Pires , e de Fábia Azevedo, coordenadora do RIAS.


A DRCAlg felicita o Centro de Ciência Viva do Algarve pelo seu aniversário e pelo seu contributo para a divulgação científica e tecnológica junto da população e, em especial, junto da comunidade juvenil da região.

5 de agosto

Abrem hoje duas linhas de apoio extraordinário a entidades artísticas

Já estão online os formulários para a linha de apoio às entidades artísticas profissionais, no valor de 3 milhões de euros, e a linha de apoio à adaptação dos espaços e equipamentos culturais às medidas decorrentes da COVID-19, no valor global de 750 mil euros.

A primeira visa apoiar a retoma e manutenção das atividades das entidades artísticas e o seu regular funcionamento, tendo em conta os prejuízos decorrentes da suspensão total ou parcial de atividade no contexto da pandemia COVID-19. Podem solicitar esse apoio as entidades que tenham sido consideradas elegíveis e não apoiadas no âmbito do programa de apoio sustentado 2020-2021 da Direção-Geral das Artes (DGARTES), em qualquer das áreas artísticas a concurso, bem como as entidades beneficiárias do programa de apoio sustentado (quadrienal e bienal) da DGARTES.

A segunda visa apoiar a adaptação de espaços e equipamentos culturais às regras e recomendações das autoridades competentes no contexto da pandemia COVID-19, sendo elegíveis pessoas coletivas de direito privado com sede em Portugal que exerçam atividades de natureza não lucrativa e sejam proprietárias e/ou responsáveis pela gestão de espaços e equipamentos culturais, tais como teatros, cineteatros e auditórios culturais.

Os links para preenchimento dos formulários estão disponíveis online em www.pees.gov.pt/emprego/#cultura, onde é possível também consultar documentos de perguntas frequentes sobre cada uma das linhas.

10 de agosto

PDM de Silves em Discussão Pública até final de setembro

De 19 de agosto a 30 de setembro estará em discussão pública a a proposta de revisão do Plano Diretor Municipal de Silves (PDM de Silves).

 A proposta de revisão do PDM de Silves estará integralmente disponível no site institucional do Município de Silves (www.cm-silves.pt), e nas sedes das juntas de freguesia do concelho de Silves, onde os interessados poderão consultar a proposta, aceder a um vídeo síntese de apresentação da mesma e obter informação sobre as diferentes iniciativas a desenvolver no decurso da discussão pública, nomeadamente as sessões públicas de apresentação a ter lugar em cada uma das Freguesias e Uniões de Freguesias.

Os PDM são ferramentas importantes para a gestão dos bens culturais do Algarve.

 

Discussão pública do Plano Diretor Municipal de Silves

17 de agosto

DiVaM 2020  com o tema “Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação”
apresentado  em Milreu

 

 

A cerimónia de apresentação da 7ª edição do programa cultural da Direção Regional de Cultura do Algarve, DiVaM 2020 – Dinamização e Valorização dos Monumentos –, irá ter lugar nas Ruínas Romanas de Milreu, no dia 5 de setembro.

A edição deste ano conta com a parceria de 27 associações culturais da região e dos municípios de Aljezur, Vila do Bispo, Portimão, Albufeira e Faro.

A programação cultural irá decorrer até meados de dezembro, em seis monumentos afetos à DRCALg: as Ruínas Romanas de Milreu, a Fortaleza de Sagres, a Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, os Monumentos Megalíticos de Alcalar, o Castelo de Paderne e o Castelo de Aljezur.

O programa geral do DiVaM esatará disponível na sua totalidade aqui e nas redes sociais da DRCAlg  instagram twitter e facebook, a partir do dia 5 de setembro.

1 de setembro

DiVaM leva "Concertos ao Entardecer" à Fortaleza de Sagres
 

A Fortaleza de Sagres acolhe este domingo, 6 de setembro, pelas 18h00, mais um “Concerto ao Entardecer” com o projeto MONDAY. O concerto decorre no âmbito do DiVaM - Dinamização e Valorização dos Monumentos 2020 – programa cultural organizado pela Direção Regional de Cultura do Algarve, que este ano tem como tema “Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação”. A produção é da ArQuente Associação Cultural.

 MONDAY é o projeto a solo de Catarina Falcão, uma das metades das bem conhecidas Golden Slumbers. Já conhecemos a sua voz e o seu jeito do projeto que une as irmãs Falcão, que, entretanto, foram ganhando espaço, crescendo em direções diferentes. Separaram-se sem, no entanto, se desunirem, antes construindo percursos paralelos, como é o caso deste MONDAY. A prevalência de uma vontade artística por um som de um certo recolhimento introspetivo, alguma soturnidade sonora evidente, um piscar de olhos a uma típica folk, tudo isto faz parte da marca registada da família Falcão.

O Ciclo designado “Concertos ao Entardecer” teve início em Faro em 2011, na sede da Associação ArQuente – Galeria Arco – e no ano de 2014, graças ao apoio do programa DiVaM – Dinamização e Valorização de Monumentos, estendeu-se à Fortaleza de Sagres.

Uma das finalidades deste projeto é aliar a divulgação de bandas/artistas emergentes, essencialmente no panorama nacional, a uma componente paisagística, arquitetónica, histórica e patrimonial. A intenção passa por proporcionar ao público um conceito abrangente de fruição de diversos objetos artísticos que se interligam e potenciam. Procura-se uma certa transcendência, a busca de um tempo e de um lugar fora desse mesmo tempo ou lugar. Quere-se uma viagem para lá do que se vê e se ouve, mas que valorize simultaneamente o que se vê e o que se ouve, num espaço que se acrescenta a cada nota musical.

No dia 20 de setembro, a Fortaleza de Sagres é novamente o cenário escolhido para mais um “Concerto ao Entardecer” com MARINHO.

Dada a situação de pandemia que atravessamos, a programação poderá vir a sofrer alterações em relação ao que está previsto, por essa razão os interessados devem consultar regularmente o nosso site e redes sociais.

A programação do DiVaM 2020 está disponível, a partir de dia 5 de setembro, aqui e redes nas sociais da DRCAlg instagram.com/drculturaalgarve/twitter.com/CulturaAlgarve e facebook.com/DRCAlg

Todas as atividades culturais do DiVaM são de reserva obrigatória. Para mais informações e reservas contacte: fortaleza.sagres@cultalg.gov.pt ou 282 620140

MONDAY

https://www.youtube.com/watch?v=bWYXebrBgsY&list=PLsqhoumoWplqee7KrRrnvryCzX_mAGrcU&index=10

https://www.youtube.com/watch?v=6SLVbgNTlj8

2 de setembro

Lídia Jorge vence principal Prémio da FIL de Guadalajara

A Direção Regional de Cultura do Algarve congratula-se pela atribuição do principal Prémio da Feira Internacional do Livro de Guadalajara de Literatura em Línguas Românicas a Lídia Jorge.

A escritora, natural de Loulé, é a segunda portuguesa a receber este importante prémio literário, depois de António Lobo Antunes em 2008.

"Este prémio, que assinala a originalidade e a subtiliza do estilo literário de Lídia Jorge, junta-se aos demais prémios nacionais e internacionais já recebidos pela escritora, nomeadamente o Prémio Luso-Espanhol de Cultura, em 2014, o Prémio Jean Monet de Literatura Europeia, em 2000, ou, ainda, o Prémio Internacional de Literatura da Fundação Günter Grass, em 2006, bem como os prémios literários portugueses mais importantes, como o Prémio D. Dinis ou o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB. Esta distinção demonstra também o destaque que a literatura em língua portuguesa tem alcançado no panorama internacional, reconhecendo a originalidade e a mestria no estilo dos nossos autores." destaca a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, em nota à comunicação social.

31 de agosto

DiVaM 2020 com o tema “Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação”

A cerimónia de apresentação da 7ª edição do programa cultural da Direção Regional de Cultura do Algarve, DiVaM 2020 – Dinamização e Valorização dos Monumentos –, decorreu hoje, dia 5 de setembro, nas Ruínas Romanas de Milreu.

A edição deste ano conta com a parceria de 27 associações culturais da região e dos municípios de Aljezur, Vila do Bispo, Portimão, Albufeira e Faro.

A programação cultural irá decorrer até meados de dezembro, em seis monumentos afetos à DRCALg: as Ruínas Romanas de Milreu, a Fortaleza de Sagres, a Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, os Monumentos Megalíticos de Alcalar, o Castelo de Paderne e o Castelo de Aljezur.

Música: de todos e para todos” é o projeto que abriu a programação, no seguimento da cerimónia de apresentação. Performance musical, com instrumentos de sopro e percussão e direção de Albano Neto, cujas peças musicais, de influências de vários pontos do mundo e com um simbolismo associado à questão dos direitos humanos, serão intercaladas com a oralidade dos microcontos de Fernando Guerreiro, num fio condutor demonstrativo da universalidade da música e da importância da palavra, como forma de transmitir uma mensagem. “Música: de todos e para todos” decorre na sequência da celebração do Dia Nacional das Bandas Filarmónicas e é promovido pela ACREMS- Associação Cultural e Recreativa Escola de Música Sambrasense.

“Os efeitos da educação em direitos humanos podem ser dramáticos no despertar das pessoas para o valor e o poder de suas próprias vidas (…)” Daisaku Ikeda,

A temática “Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação” constitui o denominador comum que abraça a programação de 2020. “Quais as responsabilidades das entidades culturais naquilo que é o pensamento, o debate e a prática, no âmbito da nossa vida em comum, na nossa região e no mundo? Como pode o património e a dinamização desse património ajudar a dar resposta às violações de direitos humanos, que acontecem todos os dias e tão perto de nós?”. Estas foram algumas das questões levantadas, que conduziram à apresentação dos projetos culturais e artísticos, que agora se apresentam, abertos ao público em geral e direcionados para as comunidades locais, estimulando o seu envolvimento e fortalecendo o papel do património no processo de construção e reconstrução social.

É sabido que a situação de pandemia fez adiar a fase de arranque da programação DiVaM, o que levou à sua redução temporal (dos habituais cerca de 9 meses para 3 meses e meio), o que, por outro lado, obrigou a uma calendarização mais intensa de atividades culturais e artísticas, também como consequência da integração de um maior número de projetos culturais apoiados, opção que não foi alheia à situação de fragilidade de muitos agentes culturais da região.

O DiVaM constitui um projeto promotor do valor do património, não apenas como testemunho do passado, da memória e da identidade, mas determinante para que as pessoas que vivem esse património o possam ver com um novo olhar, integrando novas perspetivas e novas narrativas e contribuindo para uma sociedade mais inclusiva. Não será exagero sublinhar que um dos grandes contributos do programa tem sido o de reforçar a ligação afetiva das comunidades ao património que lhes é mais próximo, ao mesmo tempo que proporciona uma real vivência destes espaços patrimoniais.

Oficinas educativas, projetos performativos, musicais e interdisciplinares, palestras, cinema, literatura ou artes visuais, em suma, muitas são as razões para iniciar esta “jornada”, que se inicia no dia 5 de setembro e decorre até meados de dezembro, com uma oferta cultural muito frequente, nos Monumentos do Algarve.

Dada a situação de pandemia que atravessamos, a programação poderá vir a sofrer alterações em relação ao que está previsto e que por isso os interessados deverão consultar regularmente o nosso site e redes sociais.

Consulte o programa e siga-nos redes sociais da DRCAlg instagram.com/drculturaalgarve/, twitter.com/CulturaAlgarve e facebook.com/DRCAlg

Todas as atividades culturais do DiVaM são de reserva obrigatória. Para mais informações e reservas contacte os locais onde decorrem as atividades.

Clique aqui para ver mais fotos

5 de setembro

DiVaM 2020 prossegue com iniciativas em Milreu, Fortaleza de Sagres

e Ermida de N. ª Sr.ª de Guadalupe

O DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos do Algarve – prossegue nos dias 11 a 13 de setembro, com iniciativas culturais nas Ruínas Romanas de Milreu, na Fortaleza de Sagres e na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe. “Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação” é o tema deste ano do programa cultural da Direção Regional de Cultura do Algarve e serviu de mote para aos projetos candidatados pelas entidades parceiras.

As Ruínas Romanas de Milreu, em Estoi, acolhem no dia 11 de setembo, pelas 17h00, a primeira sessão da VI edição do projeto “Amatores in Situ – O mundo antigo visto por aqueles que o amam”. A palestra de abertura, a cargo de Leonor Santa Bárbara, Professora Auxiliar na NOVA FCSH, versará sobre “Hospitalidade e suplicantes: alguns exemplos do respeito pelo outro”. Este ciclo é constituído por um conjunto de palestras abertas ao público, em torno do mundo antigo e de tópicos afins. Nelas, especialistas e amadores, que conhecem e apaixonadamente estudam a Antiguidade, encontram-se e partilham as suas indagações e descobertas com a assistência, sublinhando o contributo daquele período histórico para o mundo contemporâneo.

À semelhança da edição de 2019, a atividade será organizada pela CÍVIS - Associação para o Aprofundamento da Cidadania - contando com a colaboração da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve e da APEC – Associação Portuguesa de Estudos Clássicos. A coordenação está mais uma vez a cargo de Ana Isabel Soares e João Pedro Bernardes, docentes da FCHS-UAlg.

Para mais informações e reservas contacte: milreu@cultalg.gov.pt ou 962045652.
 

No dia 12 de setembro, o DiVaM vai estar na Fortaleza de Sagres com o espetáculo “I See You”, agendado para as 18h30. Este é um projeto de circo contemporâneo que aborda temas da sensibilidade humana e igualdade de género, num cruzamento disciplinar entre a expressão acrobática e a psicologia humana. “I See You” é uma peça íntima, onde a profundeza humana se pinta de humor e de imaginação. O espetáculo é dirigido a famílias, público escolar e público em geral, sendo uma investigação baseada na simplicidade e sobriedade cénica, que permite diferentes níveis de leitura. A temática proposta e a linguagem acrobática são de interesse transgeracional, sendo um espetáculo que se adapta a diferentes públicos. Este espetáculo é uma coprodução entre o Teatro Experimental de Lagos, a B-Side company (associação cultural “Les Rumeurs qui Courent” - http://www.cronopis.org/) e a companhia Vaya (http://www.ciavaya.com/pt/index.html). O elenco é internacional, reunindo artistas circenses locais e estrangeiros (Portugal, Itália e França). O projeto tem parceria internacional com o festival Mimages (http://www.mimages.fr/), Valence França e parceria nacional para realizar uma circulação portuguesa, com o apoio do Laboratório de Atividades Criativas Associação Cultural.

Para mais informações e reservas contacte: fortaleza.sagres@cultalg.gov.pt ou 282 620140

A Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, em Vila do Bispo, é o local escolhido para receber, no dia 13 de setembro, os Dias d´As Virgens Negras – III edição -  Ciclo de Artes plásticas e Música Histórica, como início às 14h30. A primeira iniciativa é uma oficina de cânticos e adufe intitulada “Drum Circle: Cânticos da Virgem e da Terra” e pelas 17h00 terá lugar o Concerto “Diálogo interculturas no Mediterrâneo Medieval”, pelo Ensemble Med. Os Dias d´As Virgens Negras, um espetáculo da Associação O Corvo e a Raposa, é uma homenagem artística às Virgens Negras no Mundo, neste caso muito particular à Virgem de Guadalupe, e acontece em dois momentos distintos: uma proposta musical, onde se valoriza o papel da arte, como forma de atingir uma ética humana, subjacente aos direitos estabelecidos pela Declaração dos Direitos do Homem, e uma performance seguida de uma exposição em que se invocam as forças da escuridão, que alteram ou pervertem os valores da natureza, reiterando o seu papel ativo para trazer à tona a luz necessária ao despertar da consciência.

Para mais informações e reservas contacte: fortaleza.sagres@cultalg.gov.pt ou 282 620140

Dada a situação de pandemia que atravessamos, a programação poderá vir a sofrer alterações em relação ao que está previsto. Por essa razão, os interessados devem consultar regularmente o nosso site e redes sociais.

A programação do DiVaM 2020 está disponível aqui e nas redes sociais da DRCAlg instagram.com/drculturaalgarve/, twitter.com/CulturaAlgarve e facebook.com/DRCAlg

Todas as atividades culturais do DiVaM são de reserva obrigatória.

8 de setembro

Rota do Petisco dá descontos nos Monumentos do Algarve

A Direção Regional de Cultural do Algarve e a Teia D’Impulsos, Associação Social, Cultural e Desportiva assinaram um protocolo de colaboração que dá descontos, na entrada dos monumentos afetos à DRCAlg, aos portadores do passaporte da Rota do Petisco, iniciativa que decorre até dia 11 de Outubro, em 13 concelhos e 231 estabelecimentos do Algarve.

Os portadores do Passaporte da Rota do Petisco beneficiam de um desconto de 50%, num bilhete individual, na Fortaleza de Sagres, Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe e Ruínas Romanas de Milreu.

A Rota do Petisco visa a promoção da restauração e do comércio local, a divulgação da gastronomia tradicional do Algarve, bem como a revitalização das localidades aderentes através de animação social e cultural e o enriquecimento da oferta turística da região.

Para informação visite www.rotadopetisco.com

15 de setembro

Jornadas Europeias do Património nos Monumentos do Algarve

com o tema “Património e Educação”

A Direção Regional de Cultura do Algarve promove, no âmbito das Jornadas Europeias do Património (JEP), que se assinalam de 25 a 27 de setembro, um programa diversificado de atividades culturais a acontecer nas Ruínas Romanas de Milreu, Castelo de Paderne, Monumentos Megalíticos de Alcalar, Fortaleza de Sagres e Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe.

As atividades propostas integram o programa cultural DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos – que este ano, na sua 7ª edição, é dedicado ao tema “Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação”, e exploram ainda as relações entre dois grandes universos - O Património e a Educação - : Qual o papel do Património na Educação? Qual o papel da Educação no Património?

O programa apresentado integra várias propostas de oficinas artísticas e pedagógicas direcionadas para diferentes tipos de público, projetos performativos e de sensibilização ecológica e uma palestra integrada no “Amatores in Situ – O Mundo Antigo visto por aqueles que o amam”, ciclo organizado em colaboração com a Faculdade de Ciência Humanas e Sociais da Universidade do Algarve.

Porque trabalhar a Educação a partir do Património é também reconhecer o valor que este tem como agente de transformação do Mundo.

No dia 25 de setembro, com início às 10h30, nas Ruínas Romanas de Milreu, terá lugar o projeto “Milreu – Encontro de povos, ideias e culturas”, promovido pela QRER – Cooperativa para o desenvolvimento dos territórios de baixa densidade - , com a oficina de Pintura a Fresco: “Trabalho no campo em Milreu - Séculos I e Século XX”, destinada aos utentes da ASMAL.

No mesmo dia, o Castelo de Paderne acolhe a “Oficina das Igualdades em Paderne”, também com início às 10h30. O ponto de partida desta iniciativa, que inclui uma visita guiada / oficina de exploração histórica, será o património histórico associado ao castelo de Paderne.

O projeto concebido por Isa Catarina Mateus é promovido pelo Cineclube de Faro (Comissão de Formação). Para mais informações e reservas contacte: formacaoccf@gmail.com

No dia 26 de setembro, entre as 10h00 e as 18h00, nos Monumentos Megalíticos de Alcalar decorre o projeto "Oficinas da Pré- História", no domínio da “Arqueologia Experimental” e da “Arte e Arqueologia”: Oficina de talhe, oficina de placas de xisto, oficina de barro e oficina de pintura rupestre. A organização é do Grupo de Amigos do Museu de Portimão e do Museu Municipal de Portimão. Para mais informações e reservas contacte: oficinaeducativa@cm-portimao.pt e amigosdomuseudeportima@gmail.com

A Fortaleza de Sagres, no dia 26 de setembro, pelas 16h00, é palco do espetáculo “O Grande Embrulho” (integrado no Festival Ventania e na programação do 365 Algarve). Este é um espetáculo interativo com uma forte mensagem ecológica ‘embrulhada’ em momentos de humor, surpresa e poesia, que reúne as linguagens de clown, dança, música e manipulação de objetos em torno de um cónico saco de papel. Projeto com Criação e Interpretação de Thorsten Grütjen e Música de Gil Abrantes.

O projeto é do Teatro Experimental de Lagos, apoiado pelo programa 365 Algarve e os bilhetes podem ser adquiridos através da página www.ventania.bol.pt

As Ruínas Romanas de Milreu recebem no sábado, dia 26 de setembro, pelas 17h00, mais uma palestra do ciclo Amatores in Situ – O mundo antigo visto por aqueles que o amam – VI edição, com o tema “Música e ocasiões musicais na cultura romana”, por Fuensanta Garrido Domené (Universidad de Córdoba). Nesta revisita pelo panorama musical romano ficarão explicitadas as influências musicais e culturais recebidas de outras culturas mediterrâneas e procurará fazer-se um catálogo dos instrumentos musicais de maior uso por parte da população de Roma. Estão agendadas mais palestras nos dias 16 e 23 de outubro, 13 de novembro e 4 de dezembro.

A organização é da Cívis - Associação para o Aprofundamento da Cidadania com o apoio da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve.

Para mais informações e reservas contacte: milreu@cultalg.gov.pt ou 962 045 652.

As atividades das JEP deste ano encerram no domingo, dia 27 de setembro, às 18h00, na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, com a representação teatral “Laurinda não foi à Guerra”. Assumindo o valor pedagógico do teatro, esta é uma peça que nos leva a revisitar a espiral da História, sempre em evolução, de forma a tentar ultrapassar antigas fraturas, e ao mesmo tempo, nos prepara para lidar com futuras crises. A autoria e encenação é de António Gambóias e a interpretação está a cargo de Ana Cristina Oliveira, Ana Isabel Baptista, Catarina Silva e Inês Martins. A organização é da Associação Cultural Música XXI.

Para mais informações e reservas contacte: fortaleza.sagres@cultalg.gov.pt ou telefone 282 620140.

Todas as atividades culturais DiVaM são de entrada gratuita (à exceção de "O Grande Embrulho"), sendo obrigatória a inscrição prévia.

Consulte o programa

22 de setembro

DiVaM continua em Alcalar, Castelo de Aljezur e Fortaleza de Sagres

O programa Cultural da Direção Regional de Cultura do Algarve DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos do Algarve – vai estar nos dias 3 e 4 de outubro nos Monumentos Megalíticos de Alcalar, no Castelo de Aljezur e na Fortaleza de Sagres, com várias propostas culturais. O tema desta edição “Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação” serviu de mote para aos projetos candidatados pelas entidades parceiras.
 

Os Monumentos Megalíticos de Alcalar, concelho de Portimão, acolhem no dia 3 de Outubro, das 10h00 às 12h30, a iniciativa “Tal como as pedras…Todos somos iguais na diferença – Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação, os desafios para uma nova era” que convida os jovens que habitam próximo deste monumento a fazerem uma reflexão sobre os conceitos suscitados na Carta dos Direitos Humanos, redigida em 1948, e que sabemos serem hoje parte de um “tecido fino” e que por vezes parece prestes a rasgar-se, a desmoronar-se e a desaparecer. Após um momento de reflexão sobre os temas expostos, os participantes serão convidados a realizar um registo gráfico e visual, sob a forma de frases, de poemas e desenhos. A proposta será concretizada sob a orientação da artista plástica Isabel Macieira e traduzir-se-á num trabalho coletivo do tipo “mural.

O Projeto é da Associação Partilha Alternativa com o apoio do Museu Municipal de Portimão. As inscrições são obrigatórias através de oficinaeducativa@cm-portimao.pt.
 

Neste mesmo dia, com início às 18h30, no Castelo de Aljezur terá lugar o espetáculo de fusão artística “Varandas da Memória”. A Companhia Ao Luar Teatro visita a atribulada vida do Rei Poeta Al-Mu`Tamid, desde as noites quentes passadas no Palácio das Varandas em Silves, às batalhas nas Taifas do Al-Andaluz até ao desterro marroquino. Um espetáculo inspirado na magia da poesia árabe, num encontro com a música ao vivo, contando com a história da notável figura Al-Al-Mu`Tamid “O Rei Poeta”.

A Companhia Ao Luar Teatro procura dar a conhecer a vida e a poesia da mais influente figura do algarve Al-Andaluz prosseguindo o trabalho de criação inspirada no Património Cultural Imaterial da Região Algarvia. Esta produção teatral enquadra-se na valorização do património da região e da recuperação do antigo, do histórico, daquilo que é nosso e nos difere dos outros, como sendo, a influência árabe.

O texto e direção Artística é de Rui Penas, com a interpretação de Rui Penas e a música ao vivo a cargo de Pedro Branco. O técnico é João Baião, os figurinos são de Berta Cardoso, as pinturas de Nelson Martins e os bonecos de pano de Filipa Faísca. A cenografia está a cargo de Rui Penas e Luís Santos, sendo esta uma produção Ao Luar Teatro, com a produção executiva de Célia Martins.

O projeto conta com o apoio da Câmara Municipal de Aljezur e da ADPHA - Associação de Defesa do Património Histórico e Arqueológico de Aljezur. As inscrições são através de: fortaleza.sagres@cultalg.gov.pt ou telf. 282 620140.

 

A Fortaleza de Sagres acolhe no domingo (4 de Outubro), às 17h00, o projeto “Elementos II” que cruza vídeo, fotografia e música e onde o público será também envolvido. Este é composto por duas partes. A primeira com música que aborda temas bucólicos e populares, entre elas repertório do século. XVIII, e imagens projectadas que transcrevem o passado, evocando as gentes do Algarve e a sua cultura, formas de outras vidas através das recolhas de vídeo de Jorge Graça. A segunda parte do espetáculo com imagens do presente, de quem habita, de quem respira o local na actualidade, da autoria de Jorge Marques, inclui um reportório europeu variado da mesma época

Este projeto pretende resgatar a memória, resgatar hábitos que, apesar de desaparecerem, estão intimamente ligados ao local, ao Algarve, à sobrevivência das famílias, dos hábitos que ditam quem é o povo daqui e é da responsabilidade da Questão Repetida – Associação Cultural, com a Direção Artística de Elsa Mathei e Ana Falé.

https://www.youtube.com/watch?v=bOn9llRuMpY

As inscrições são através de: fortaleza.sagres@cultalg.gov.pt ou telf. 282 620140

Todas as atividades culturais DiVaM são de entrada gratuita, mediante inscrição prévia (obrigatória).

 

Consulte o programa

28 de setembro