Monumentos do Algarve Bons Momentos Promontório de Sagres Património Cultural Imaterial Portal Cultura Portugal

Bustos imperiais de Milreu: Agrippina minor, Adriano e Galieno em processo
de classificação como «tesouro nacional»


Foi publicado no Diário da República n.º 135/2021, Série II de 2021-07-14 o Anúncio n.º 153/2021 relativo à Classificação como conjunto de interesse nacional (CIN), com a designação de «tesouro nacional», de três bustos imperiais provenientes da villa romana de Milreu: Agrippina minor, Adriano e Galieno.O  Prazo de pronúncia dos interessados decorre até dia 25 de agosto de 2021.

No Centro Interpretativo das Ruínas Romanas de Milreu estão expostas as réplicas dos bustos, que estão agora, em processo de classificação.

Localizada a poente da aldeia histórica de Estoi, a 8km de Faro, a Villa Romana de Milreu revela uma ocupação continuada desde o século I e até ao século XI. O conhecimento da sua história revela-nos que terá sido habitada por famílias de elevado estatuto social e político, às quais eram proporcionadas as necessidades não só de um quotidiano rural, como também de grande vivência lúdica.

No século IV, foi erguido um edifício religioso ricamente decorado e ainda hoje conservado até ao arranque das abóbadas, destinado ao culto privado da família. Cristianizado no séculoVI, o templo serviria também o culto no período islâmico e até ao século XI. Entre os séculos. XVI e XIX, e sobre as divisões privadas da antiga casa romana, foi erguida uma casa rural com contrafortes cilíndricos.

A riqueza desta villa rústica está patente no importante volume de achados arqueológicos, como mosaicos de temática predominantemente marinha, revestimentos marmóreos e cerâmicos diversos, estuques pintados e escultura decorativa.

O monumento eestá aberto ao público todos os dias das 10h00 às 18h00.

15 julho